quarta-feira, 9 de agosto de 2017

E tome banana!

Entrei num Supermercado da minha cidade e vi que a banana que estava beirando os cinco reais o quilo (o que era muito caro), havia baixado de preço para dois reais e dezenove centavos (o que ainda estava caro). A baixa do preço, claro, encheu meus olhos e a boca de vontade de comer banana que é tão boa para o coração, os ossos...

Conquanto o preço tenha baixado, a banana era grande de casca grossa e o fruto era um pouco esponjado, pouco doce e tinha um nome meio afrescalhado (acho que para dá pinta de ser de fora).

Na mesma semana fiz outra ida ao Supermercado e vi que o preço baixo não havia animado os clientes (talvez porque não gostaram de comer esponja envolta em casca de banana), pois ainda havia quase a mesma quantidade de banana na gôndola de uns dias atrás (da minha primeira visita).

Mas havia um detalhe a se considerar. As bananas estavam amadurecidas demais, com aparência de que estavam evoluindo para apodrecer, porém, o preço se mantinha em dois reais e dezenove centavos.

Não sou economista, mas tive a opinião formada pelas feiras livres de bairro tão frequentadas em meus tempos de criança, fiquei pensando, porque o dono ou o gerente do Supermercado não faziam uma promoção. Os clientes ficariam satisfeitos e ele não teria prejuízo, se é que Super tenha algum prejuízo. Então pensei que os Supermercados não fazem promoções, mesmo que o produto esteja apodrecendo, justamente porque é Super e Super não baixa a crista nem a pancadas.


Acho que o dono do Supermercado andou tendo notícias de que onde ando é observando as situações para escrever; no dia seguinte fui ao mesmo Supermercado e ali estavam as bananas podres a preço de um real, todas dentro de uma caixa, pena que porcos não vão ao Supermercado e se fossem não saberiam ler.

Nenhum comentário: